Cities

Porto Maravilha, Brasil: transformando uma relíquia industrial em joia da coroa

O admirável Porto Maravilha do Rio de Janeiro: área portuária, uma das regiões urbanizadas mais antigas da cidade, simboliza os altos e baixos do belo Rio. Historicamente, instrumento de crescimento econômico e imagem da herança marítima do Rio, mas desde os anos 1970, tem havido um declínio devido a uma redução das atividades portuárias e a uma autoestrada que transformou a região em via pública de ligação.

O Porto Maravilha tornou-se um caso clássico de decadência urbana – prédios antes impressionantes tornaram-se decrépitos e quase um milhão de metros quadrados de espaço residencial e de escritórios ficaram vazios. Muitos anos atrás, planos para reverter o destino do porto impulsionaram o maior projeto de renovação urbana da história do Brasil. O projeto já está começando a revelar uma nova joia da coroa no Rio.

Cities
Inteligentes por dentro e por fora - De muitas formas, o conceito de cidade inteligente não é nada mais que um bom planejamento urbano, que incorpora os avanços da tecnologia digital e novas formas de pensar aos conceitos de cidade antigos, de relacionamentos, comunidade, sustentabilidade ambiental, democracia participativa, boa governança e transparência.
1566 visualizações

Criado em 25/08/2016

Reescrevendo o futuro do Porto Maravilha

Determinados a reverter a área portuária decadente, os líderes do Rio imaginaram uma nova história para o seu futuro. Em 2011, a cidade estava planejando comemorações para seu 450° aniversário, que ocorreria em 2015: há época melhor para renovar o Porto Maravilha, que para muitos viajantes ainda é o primeiro ponto de entrada da cidade?

Junto ao Governo Federal, o Rio alocou recursos para a renovação dos serviços públicos e sistema de transporte da cidade, que deveriam ser complementados posteriormente por investidores privados interessados em ajudar a renovar a oferta comercial, educacional e cultural da área portuária.

Ao intensificar e harmonizar os usos dessa área portuária histórica, investidores públicos e privados estão trabalhando juntos para produzir uma vida urbana sustentável que melhore a qualidade de vida.

(Imagem) Planos de despertar a bela adormecida de anos de negligência

Planos de despertar a bela adormecida de anos de negligência
Apenas uma visão aérea abrange toda a amplitude da renovação

Planos para um novo Porto Maravilha

Esse enorme projeto de renovação urbana abrange cinco milhões de metros quadrados (o equivalente a 1.120 campos de futebol), e inclui espaços industriais existentes, áreas residenciais históricas e uma rede de transporte que está ficando ultrapassada. Os planos têm o objetivo de combinar o redesenvolvimento urbano sustentável com um sistema de transporte multimodal, sem abandonar a herança arquitetônica do porto. 

A primeira fase de revitalização foca em modernizar a infraestrutura, incluindo os esgotos, o acesso a água potável, as telecomunicações e a iluminação das vias. Além disso, serão plantadas 15.000 novas árvores, ajudando a reduzir a poluição sonora e do ar. A habitação social e novos projetos sociais contribuirão para quadruplicar a população da área, trazendo de volta à região portuária a vitalidade muito necessária.

A segunda fase de desenvolvimento do porto foca no modelo de mobilidade urbana progressiva que dá a preferência aos pedestres e ao transporte público. A construção de um túnel de quatro quilômetros e a remoção da feia Via Elevada da Perimetral abrem caminho para soluções inovadoras de mobilidade.

(Imagem) Apenas uma visão aérea abrange toda a amplitude da renovação

Inspire-se em uma representação virtual do progresso da renovação urbana do Porto Maravilha

 
Operação Urbana Porto Maravilha - Novo Vídeo Institucional (2013)

A mobilidade urbana inovadora lidera o caminho

Abram espaço para os pedestres, ciclistas e para o transporte público sustentável! No Porto Maravilha revitalizado há algo para cada participante do tráfego urbano. A construção de um túnel rodoviário expresso e da Via Binário aumentará a capacidade do fluxo em 27%, e o que é mais importante: criará espaço para novas soluções de mobilidade.

Pedestres ou transeuntes “a lazer” podem desfrutar de 650 mil metros quadrados de calçadas livres de poluição. Ciclistas circularão em 17 quilômetros de novas “ciclovias”. Os 28 quilômetros de Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) serão integrados com vários sistemas de transporte, como metrô e balsas, criando uma rede que atingirá todos os pontos da cidade.

Essa remodelação extensa contribuirá com o repovoamento da área e fornecerá um acesso mais fácil para residentes de outros bairros. Ela também integrará as instalações culturais, os novos negócios e os projetos educacionais que surgirão por toda a área portuária.

(Imagem) A nova mobilidade mantém os visitantes e residentes “no verde”

A nova mobilidade mantém os visitantes e residentes “no verde”

A face em transformação do Porto Maravilha

Aproveitando o redesenvolvimento da infraestrutura do porto, as instituições culturais, educacionais e privadas também estão marcando presença. Grandes museus como o de Arte do Rio de Janeiro e o do Amanhã de Santiago Calatrava, com seu projeto futurístico, já abriram suas portas.

Novas edificações tentam reproduzir o exemplo de sustentabilidade da cidade ao honrar a arquitetura local. O aquário AquaRio revitalizou a Companhia Brasileira de Armazenamento (Cibrazem) e pretende ser um modelo de conservação, por exemplo, reciclando materiais descartados. Mesmo os elevadores modernos “Evolution” da thyssenkrupp contribuem, ao possibilitar economia de até 30% de energia.

“Estamos orgulhosos em fazer parte de outro projeto que contribui para o redesenvolvimento da área portuária da cidade do Rio de Janeiro e que promove a mobilidade e a integração urbana. É maravilhoso poder deixar nossa marca num projeto tão visionário”.

Cleber Serdeira, técnico da thyssenkrupp Elevator

Uma transformação urbana que é necessária ver para crer

Sentindo o efeito cascata no Rio

As mudanças no Porto Maravilha demoraram muito, e muitos debateram se elas beneficiam a todos na cidade ou ficaram até mesmo confusos com o enorme tamanho do projeto de renovação e de que forma ele os impactaria. Agora, o Rio está sentindo o “efeito cascata”.

Já é possível sentir mudanças positivas no Porto Maravilha e nos bairros adjacentes. Agora que boa parte do trabalho de infraestrutura está concluído e parte do veículo leve sobre trilhos de alta tecnologia está em operação, não é só o Porto Maravilha que está vendo um aumento nos investimentos privados. Start-ups e espaços de co-working também estão se mudando para áreas centrais próximas, como a Ilha do Fundão.

Com o foco da regeneração do porto em soluções colaborativas e abrangentes, espera-se que o efeito cascata continue se espalhando, e a área portuária será a joia na coroa do sucesso do desenvolvimento urbano sustentável do Rio.

(Imagem) Uma transformação urbana que é necessária ver para crer

Credits

All images copyright (c) by CDURP (Rio de Janeiro’s City Hall), portomaravilha.com.br